Ciência

Comissão americana aprova remédio que pode ser maior avanço para tratamento contra depressão desde o Prozac

O foco principal do Spravato são pacientes resistentes aos tratamentos tradicionais para a depressão, e o FDA aprovou a nova droga através de dois comitês

Comissão americana aprova remédio que pode ser maior avanço para tratamento contra depressão desde o Prozac

Os casos de depressão aumentaram quase 20% na última década, tornando-se a maior causa de incapacidade no mundo - AFP/Arquivos

O US Food and Drug Administration  (FDA) é um orgão dos Estado Unidos que regula todo tipo de remédio e comida que é comercializado no país, e nesta semana aprovou o uso de um remédio que pode representar o maior avanço no tratamento de depressão desde o Prozac.

Se trata do Spravato, um spray nasal desenvolvido pela Johnson & Johnson que pela primeira vez em 30 anos, traz um novo método de tratamento para a depressão. Através da esketamina, o remédio age restaurando conexões sinápticas entre os neurônios, diferente dos remédios tradicionais que trabalham regulando níveis de serotonina.

O foco principal do Spravato são pacientes resistentes aos tratamentos tradicionais para a depressão, e o FDA aprovou a nova droga através de dois comitês, onde 14 pessoas votaram a favor da comercialização, 2 contra e uma se absteve.

“Estamos muito satisfeitos com os votos do comitê e suas recomendações para aprovar o Spravato como uma terapia a adultos que tenha resistência aos tratamentos tradicionais de depressão” disse Husseini K. Manji, chefe global da área de neurociência e terapia da J&J, em nota do site da empresa.

A aprovação definitiva acontecerá no próximo dia 2 de março, quando um ato oficial irá divulgar novos remédios e produtos aprovados pelo FDA.