Edição nº 1082 10.08 Ver ediçõs anteriores

Combate ao HIV

Combate ao HIV

Dados coletados pelo Programa Conjunto da ONU sobre HIV/AIDS (UNAIDS) apontam que 23 países africanos concentram 87% dos 2,1 milhões de crianças e adolescentes que vivem com HIV no mundo. O levantamento destaca que, em 2016, foram registradas, globalmente, 160 mil novas infecções de crianças de até 14 anos. Desse total, 140 mil aconteceram nessas localidades. Há pouco mais de um ano, o UNAIDS lançou um projeto para reduzir a incidência de casos na região. Uma das medidas adotadas foi a ampliação da cobertura do tratamento antirretroviral em mulheres grávidas portadoras do vírus, com o objetivo de impedir a transmissão de mãe para filho. Cerca de 78% das gestantes tiveram acesso a essa terapia em 2016. Para esse ano, a meta é aumentar esse índice para 95%.

(Nota publicada na Edição 1069 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Menos poluente, mais eficiente

Em busca de melhores índices de eficiência energética, o Ministério de Minas e Energia (MME) estabeleceu mudanças nos equipamentos [...]

Benfeitorias capitais

A incorporadora Tegra anunciou um investimento de R$ 3 milhões, até 2020, para revitalizar praças, canteiros e parklets (pequenas [...]

Luz do sol

A Órigo Energia, antiga EBES, está levando energia solar para 2.151 casas, 64 igrejas, 35 salões, 80 escolas e quatro postos de saúde. [...]

Tristes trópicos

Brasil, Colômbia e Filipinas são os três países com maior risco de mortes causadas por ondas de calor, entre 2031 e 2080. Segundo um [...]

Em desenvolvimento

As pequenas e médias empresas investiram R$ 15,8 milhões no primeiro semestre deste ano em projetos sustentáveis. Foi um aumento de 46% em relação ao mesmo período de 2017. O levantamento foi feito pela Desenvolve SP, agência estadual de fomento. Os recursos foram aplicados em sistemas de eficiência energética, de geração de energias renováveis e […]

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.