Com VOA, Ambev quer ajudar o terceiro setor a se profissionalizar

Com VOA, Ambev quer ajudar o terceiro setor a se profissionalizar

Bernardo Paiva, CEO da Ambev: “O VOA quer unir pessoas que tenham o sonho de impactar crianças em situações de risco”


A Cervejaria Ambev reforçou a sua parceria com o terceiro setor. No início deste mês, a empresa selecionou 54 ONGs para participar da edição de 2019 do programa VOA, curso criado pela companhia para compartilhar seus conhecimentos em gestão. Neste ano, o programa de mentoria da Ambev pretende acompanhar cerca de 200 organizações para que elas possam se estruturar e ampliar seu impacto social. “Cada ONG tem um sonho distinto, mas todas querem deixar um legado positivo. Nós também. Esse é um negócio que está ligado ao nosso sonho, de gerar impacto para um mundo melhor”, disse Bernardo Paiva, CEO da Cervejaria Ambev. No programa, os funcionários da companhia contribuem com conhecimentos em diversas áreas.

(Nota publicada na Edição 1121 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Transição Verde

A Comissão Europeia anunciou que investirá mais de R$ 60 bilhões nos próximos anos para reduzir as emissões de carbono e incentivar a [...]

Brasil pode ter mais emissões na pandemia

Com a pandemia gerada pela Covid-19 e consequentemente a recessão global, as emissões de gases de efeito estufa deverão recuar [...]

Tintos, brancos e rosés mais verdes

Vinhos da região do Alentejo, em Portugal, estão se destacando dos demais por um “selo” de produção sustentável. O Programa [...]

Parques para todas e todos

Uma parceria entre o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops) e o Instituto Semeia e foi apoiado pela ONU [...]

Cápsulas de café em alumínio reciclado

A Nespresso, marca pioneira no mercado de cafés porcionados, anuncia que suas cápsulas serão produzidas com 80% de alumínio reciclado e [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.