Giro

Com problema logístico, McDonald’s suspende venda de milkshakes no Reino Unido

Crédito: Divulgação

Os milkshakes e bebidas engarrafadas estão suspensos nos McDonald's do Reino Unido (Crédito: Divulgação)



Enfrentando problemas de logística no Reino Unido, o McDonald’s suspendeu a venda de milkshakes e bebidas engarrafadas nos restaurantes. Segundo a companhia de fast food, faltam caminhoneiros para abastecer a operação.

Todos os 1.250 restaurantes da rede no Reino Unido foram afetados pela falta de peças e produtos. Com o Brexit e a pandemia da covid-19, o país começou a enfrentar problemas no fluxo migratório, já que as regras para a liberação do trabalho de não-britânicos ficaram mais complexas, além das questões de isolação dos trabalhadores em decorrência da pandemia.

+ Confiança empresarial da Alemanha cai em meio a gargalos e salto nos casos de Covid

Empresas de transporte rodoviário, como a Road Haulage Association, estão operando com escala reduzida. Nesta companhia, por exemplo, trabalham 100 mil motoristas atualmente, sendo que antes da pandemia o número de funcionários batia os 600 mil.




“Como a maioria dos varejistas, atualmente estamos enfrentando alguns problemas de cadeia de suprimentos, afetando a disponibilidade de um pequeno número de produtos”, disse o McDonald’s em nota nesta terça-feira (24) e apontando que bebidas engarrafadas e milkshakes estão indisponíveis na Inglaterra, Escócia e País de Gales.

Empresas como a Nando’s e o KFC são dois casos de redes conhecidas que também estão sofrendo do mesmo problema. A Nando’s fechou temporariamente 50 pontos de venda por causa da escassez de aves e o KFC está com problemas de estoque.

Organizações de diversos setores estão se unindo para pressionar as autoridades em busca de soluções para os problemas de abastecimento. Na última sexta-feira (20), a Logistics UK, representante do setor de logística, e o British Retail Consortium (BRC), pelo setor de varejo, enviaram carta ao governo pedindo uma solução ao caso.