Giro

Com crise no mercado de chips, veículos seminovos ganham espaço

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Preços dos carros novos subiram em todo o Brasil e consumidor está fugindo para os modelos seminovos (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A crise no mercado de chips semicondutores atrapalha todo o setor de eletroeletrônicos e, agora, o de veículos. Além disso, a desvalorização cambial faz com que os preços de carros novos disparem e deixem de ser um atrativo para o consumidor, criando espaço para o crescimento das vendas de carros seminovos.



No caso do mercado de chips, que passa por uma forte falta de componentes desde o início da pandemia, cada veículo novo demanda cerca de 600 semicondutores, responsáveis por acionar mecanismos de segurança, consumo, performance e sistema multimídia. Ou seja, toda a parte cerebral do automóvel precisa dos chips para funcionar.

+ Santander leiloa veículos novos, seminovos e usados até quarta (12)
+ GM vai produzir nova picape no Brasil

Sem esses componentes, a fabricação de veículos fica atrasada e o consumidor pode esperar até 120 dias para receber um carro zero km.

“Seus principais fabricantes direcionaram grande parte da linha de produção durante a paralisação das montadoras para outros equipamentos como smartphones e notebooks, o que resultou em sua escassez”, disse por nota Leandro Chacon, head of sales da Volanty, autotech especializada na compra e venda de seminovos.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Segundo dados da Federação Nacional de Veículos Automotores (Fenabrave), no primeiro trimestre de 2021 foram registradas 3,5 milhões de unidades seminovas comercializadas, ante 3,1 milhões de comercializados no mesmo período de 2020 – alta de 14,89%.

Na comparação com os novos, foram emplacados 527,9 mil carros no primeiro trimestre de 2021, ante 558,1 mil do mesmo período de 2020 – queda de 5,4%. Os dados são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Com preços em conta e uma infinidade de opções, o mercado de seminovos vai se consolidando como uma opção viável ao brasileiro neste momento de crise econômica. “Esse mercado já estava aquecido desde o ano passado, quando o transporte público se tornou sinônimo de risco alto para disseminação do coronavírus”, completou Chacon.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto