Economia

Com alta de 2,7% em outubro, confiança do consumidor continua oscilando

Após um recuo de 3,1% em setembro, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) subiu 2,7% em outubro, de acordo com pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 30, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Com isso, o indicador chegou a 101,2 pontos.

“O Inec vem alternando variações positivas e negativas nos últimos meses, sem trajetória definida”, considerou a entidade. Mesmo com a recuperação neste mês, o Inec ainda está 6,5% abaixo da sua média histórica. Em relação a outubro do ano passado, a queda no índice é de 3,1%.

Dentre os componentes do Inec, a expectativa dos consumidores em relação ao emprego aumentou 11,5% em outubro. Já as perspectivas dos entrevistados sobre o controle da inflação melhoraram em 7,3%.

A expectativa de melhora da renda pessoal também subiu 3,9% neste mês, assim como a avaliação dos consumidores sobre seu endividamento, cujo índice melhorou 0,7% em outubro.



Por outro lado, o índice de situação financeira recuou 2,1% neste mês, mostrando uma piora das finanças das famílias. No mesmo sentido, a expectativa de compra de bens de maior valor reduziu 0,6% em outubro.

A CNI ouviu 2002 pessoas em 143 municípios entre os dias 18 e 22 deste mês.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km