Cuidado com o foco na meta: a lição de Frankenstein

Num memorável verão de princípios do século 19, um grupo de veranistas ingleses encontrava-se entediado por causa dos invariáveis dias cinzentos e chuvosos que se sucediam no cantão francês da Suíça. Neste grupo seleto estavam, dentre outros, o grande poeta Lorde Byron, seu colega Percy Shelley e a jovem esposa deste, Mary. Aborrecidos por não […]

Por que ler os clássicos?

O título deste artigo reproduz, de propósito, aquele de um livro do grande escritor cubano-italiano Ítalo Calvino, publicado postumamente em 1991 e que acabou por se tornar ele próprio um clássico. Reunindo ensaios produzidos ao longo da última fase da sua carreira de crítico literário, a obra determina um marco fundamental na história da cultura […]

A humanização pela literatura

No artigo anterior, comentava sobre a problemática da humanização por aplicativo, sua insuficiência e o equívoco antropológico que subjaz muitas destas propostas programáticas. Indo além da crítica, torna-se necessário, entretanto, apontar quais caminhos alternativos podem levar a uma efetiva humanização no mundo corporativo, partindo da percepção de que ao lidar com pessoas trabalhamos com seres […]

Humanização por aplicativo

Já se tornou lugar-comum falar das grandes transformações que estão ocorrendo ou ainda irão ocorrer na dinâmica do trabalho em função da pandemia do novo coronavírus. Algumas já são claramente observáveis; outras, intuídas, e muitas dependerão da capacidade e alcance de visão dos gestores. Neste contexto, a temática da humanização, que já vinha sendo colocada […]

A empresa como espaço humanizado

É interessante observar o processo de transformação dos espaços de trabalho nos últimos tempos. Um processo dinâmico, acelerado, que, com a pandemia, intensificou-se ainda mais. É cedo para afirmarmos se essa dinâmica permanecerá no contexto pós-Covid ou se certas tendências anteriores serão retomadas, ainda que não da mesma maneira. De qualquer forma, não me parece […]

A humanização que causa estrabismo

Há pouco mais de 20 anos fui convidado a organizar um Centro de Humanidades numa Escola de Medicina. Estávamos na virada do milênio, e se a aplicação de novas tecnologias científicas já estava consolidada como recurso para o progresso da saúde, começava-se, por outro lado, a considerar o quão prejudicial essa hegemonia técnico-científica poderia ser […]

O fourth bottom line

No início do século 19, Friedrich Engels e Conde de Saint-Simon publicaram artigos que causaram sensação na Europa. Os escritos denunciavam as péssimas condições de trabalho em fábricas, que, naquele alvorecer da Revolução Industrial, empregavam crianças, mulheres com bebês pendurados nos seios e homens doentes e desnutridos. Ao serem cobrados, os industriais da época diziam […]


Sobre o autor

Doutor em História pela USP, Dante Gallian é professor da EPM-Unifesp, coordenador do Laboratório de Leitura e colaborador da Responsabilidade Humanística. Publicou o livro A Literatura como Remédio – Os Clássicos e a Saúde da Alma (Martin Claret)


Mais colunas e blogs

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.