O cartão vermelho da economia

A pasta da economia está tendo de fazer uma rearrumação geral para pegar no tranco. Depois do “passa fora” do presidente Bolsonaro, que exibiu o cartão vermelho para as ideias ortodoxas do time, o czar Paulo Guedes chamou a turma para uma conversa direta, aberta e – novidade nesses tempos de isolamento – presencial. Afinal, […]

O impacto do raio

É do ministro Paulo Guedes a avaliação figurativa, dias atrás, sobre o tamanho da queda do PIB, comparável, no seu entender, ao impacto de um raio que caiu em abril e que somente agora fez barulho. Sobre as vítimas do raio, nenhum comentário. Ele próprio desponta como o mais afetado pelo fenômeno. Guedes já não […]

O tamanho da queda

De novo em recessão técnica com o tombo gigante movido a pandemia, o Brasil tortura os números para mostrar que não estaria tão mal frente às demais nações. Afinal, com um PIB negativo de 9,7% no segundo trimestre teve comportamento semelhante ao de grandes nações, como os EUA, ficando no pelotão intermediário dos que perderam […]

O liberalismo virou suco

A resposta do Planalto ao intento de Paulo Guedes e sua trupe de transformar o Estado brasileiro em um ser enxuto, eficiente e funcional foi implacável. O plano liberal não vai acontecer. Foi jogado para as calendas. Virou suco, moído na onda populista de um governante que agora não enxerga mais impeditivo algum para seus […]

A farra do orçamento

Na esquizofrênica gestão econômica do presidente Bolsonaro, as Forças Armadas merecem mais dinheiro do que o setor de Educação. Aliás, tem de ter aumento de verba. E gordo. Já a Educação, assim como a Saúde, precisam cortar seus “gastos”. Não são prioritários. E é efetivamente o que está ocorrendo na peça orçamentária que o capitão […]

O fim de um projeto

Está definitivamente sacramentado: não há mais nada de modelo liberal na economia neste governo em curso. Os sinais foram sendo dados aos poucos. Evoluíram para a frustração geral daqueles que acreditaram e terminou com um movimento de debandada deprimente, na base do “último a sair apaga a luz”. A cada passo que era dado fora […]

Começaram pelo fim

A grande indagação que fica desse início da trajetória da votação da Reforma Tributária, que finalmente o governo entregou ao Congresso, decorridos quase dois anos, ou a metade do mandato, é a do por que fazê-la antes mesmo do princípio do enxugamento da máquina do Estado que deveria vir via Reforma Administrativa. Uma coisa está […]

A ameaça ao teto

Ninguém esconde mais, nem dentro do Governo, nem no Congresso, muito menos entre entidades que pressionam por recursos, o movimento para romper o teto de gastos ou simplesmente desconsiderá-lo, frente às despesas correntes em alta por conta da pandemia. É uma temeridade sem precedentes. São inúmeros os representantes do setor público interessados em manobras que […]

Reforma em fatias

Há algo de muito desarticulado nas prioridades definidas pelo Governo. Mais de um ano e meio de gestão depois se tomou conhecimento, finalmente, do que seria uma primeira parte da tão decantada e esperada Reforma Tributária. Isso mesmo: uma parte apenas. Isso porque a equipe econômica resolveu fatiá-la em etapas. Talvez para deixá-la mais digerível […]

O plano tributário

O governo começa a dar traços do que pretende no plano tributário. O ministro Paulo Guedes surpreendeu a todos voltando a falar de uma espécie de CPMF, da ordem de 0,2% para o comércio online. Até pelo peso e péssima imagem que a denominação carrega, a equipe econômica rechaça veementemente a alcunha. Mas o novo […]


Sobre o autor

Carlos José Marques é diretor editorial da Editora Três e escreve semanalmente os editoriais da revista DINHEIRO

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.