Coleção de arte do arquiteto Leoh Ming Pei vai a leilão

O arquiteto norte-americano de origem chinesa Leoh Ming Pei (1917-2019), responsável pela construção da pirâmide de vidro no Museu do Louvre e pelo arranha-céu do Bank of China em Hong Kong (1989), terá toda a sua coleção de arte disponibilizada para leilão. As 59 obras acumuladas durante seus 102 anos de vida estarão na Christie’s de Nova York e Hong Kong, em novembro, e em Paris, em dezembro. A coleção avaliada em US$ 25 milhões inclui telas de Barnett Newman, Zhang Daquian, Franz Kline, Willem de Kooning, Zao Wou- Ki, Xu Shiqi, Isamu Noguchi e Jean Dubuffet. Entre os destaques estão Untitled 4 (1950), estimado em US$ 8 milhões, e Untitled 5 (1950), estimado em US$ 5 milhões, ambos de Newman. Essas duas pinturas pertencem a uma série de obras hoje em museus e, portanto, fora do mercado.  Outro destaque, a escultura La Brouette (The Wheelbarrow), de Jean Dubuffet (1964), com valor estimado entre US$ 388 mil a US$ 610 mil.

(Nota publicada na Edição 1137 da Revista Dinheiro)


Mais posts

O Dalmore de R$ 300 mil

O Dalmore de R$ 300 mil O malte único deste uísque de 51 anos foi originalmente destilado em 1966. Por aí, já dá para saber que se [...]

O Lamborghini mais vendido (e valente) do mundo

Para os meros mortais, pode parecer inacreditável a informação de que há uma fila de espera, de três meses, para comprar um carro de R$ [...]

Estilo aos seus pés

Uma das maiores grifes do esporte global, a americana Nike tem como marca registrada os seus tênis inovadores. Lançados num passado [...]

Horas de requinte

Hoje em dia, ninguém precisa mais de relógio para ver as horas. Os celulares cumprem muito bem essa função. Mas ter um acessório lindo [...]

Uma boutique Gucci só para eles

A Gucci acaba de anunciar que abrirá mais uma loja nos Estados Unidos. Trata-se de uma boutique em Beverly Hills, cidade dos ricaços e [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.