Geral

Cofundador da Apple pede que pessoas abandonem o Facebook

Fora da rede social desde o ano passado, Steve Wozniak criticou a falta de privacidade e os lucros das empresas com a venda de dados dos usuários

Cofundador da Apple pede que pessoas abandonem o Facebook

Apesar de trazer alguns benefícios, as chances de ter os dados expostos na web não compensam os riscos de manter uma conta na plataforma, disse Wozniak

Steve Wozniak, um dos fundadores da Apple, criticou a falta de privacidade do Facebook e recomendou que as pessoas abandonassem a rede social. Em entrevista ao site TMZ, o homem de 68 anos afirmou que, apesar de trazer alguns benefícios, as chances de ter os dados expostos na web não compensam os riscos de manter uma conta na plataforma.

“Existem muitos tipos diferentes de pessoas e, para alguns, os benefícios do Facebook valem a perda de privacidade. Mas, para muitos como eu, a minha recomendação é – para a maioria das pessoas – é que você deve descobrir uma maneira de sair do Facebook”, afirmou.

O parceiro de Steve Jobs na criação da Apple ainda disse que as redes sociais deveriam oferecer mais segurança aos usuários, nem que cobrassem mais caro por isso. “Por que eles não me dão uma escolha? Deixe-me pagar uma certa quantia, e você manterá meus dados mais seguros e privados.”

Wozniak anunciou sua saída do Facebook em 2018, após os recorrentes escândalos de vazamento de dados dos usuários. Em entrevista ao jornal USA Today à época, ele criticou a venda de informações confidenciais para outras empresas.

“Os usuários fornecem todos os detalhes de suas vidas para o Facebook, e o Facebook lucra muito com isso. Os lucros são todos baseados nas informações do usuário, mas os usuários não recuperam nenhum dos lucros”, afirmou.