Geral

Cobertura do Samu é ampliada em SP e bases passam de 58 para 75

A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo anunciou um plano para descentralizar as equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e ampliar a cobertura do serviço na cidade a partir do próximo dia 25. Segundo a pasta, os profissionais que atuam em 58 bases de serviço serão realocados e passarão a trabalhar em 75 pontos da cidade.

“As mudanças foram planejadas para aprimorar o aproveitamento dos recursos humanos e materiais do Samu com foco no aumento da disponibilidade e numa cobertura mais efetiva dos territórios. Aproximar as equipes de prontidão dos locais de atendimento é uma forma efetiva de reduzir o tempo de resposta aos chamados”, informa a secretaria.

A proposta faz parte de um processo que teve início em 2017 e as novas bases serão integradas a equipamentos de saúde. Bases localizadas em acessos a vias de grande circulação, como o posto da Marginal do Pinheiros e da Avenida 23 de Maio, serão mantidas, assim como os pontos integrados ao Corpo de Bombeiros.

“Essa ampliação do número de pontos de apoio permitirá a incorporação das equipes que ficavam em 31 bases modulares isoladas, que desta forma deixam de existir”, explica a secretaria.

Atualmente, o serviço conta com 122 ambulâncias e quase 1.700 profissionais. Por dia, o Samu atende mais de 5 mil ligações, mas algumas são trotes. Em média, são realizados 600 encaminhamentos diários de viaturas para o atendimento de ocorrências.

Tópicos

ampliação Samu SP