Economia

CNA cobra ações rápidas do governo contra suspensão das exportações de frango

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou nota nesta sexta-feira, 20, criticando a decisão tomada na quinta-feira, 19, pela União Europeia, de suspender as exportações de carne de frango ao bloco de 20 indústrias brasileiras. Além disso, cobra “ações rápidas” do governo brasileiro para minimizar os já enormes danos causados aos avicultores – um total de 130 mil famílias dedicadas à atividade no Brasil.

A CNA argumentou, ainda, que é “imperativo” rever a relação bilateral com a União Europeia. “Decisões arbitrárias como a em questão podem prejudicar a continuidade das negociações de um possível acordo de livre comércio com o bloco. Não há confiança num parceiro que cria normas sanitárias para disfarçar barreiras ao comércio”, escreveu a entidade, que apoiou, também, a proposta feita na quinta-feira pelo Ministério da Agricultura, de o Brasil abrir um contencioso na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra práticas ligadas ao setor de carnes do Brasil e adotadas pelo bloco europeu.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança