Agronegócio

CMN eleva limites da Receita Bruta Agropecuária Anual para classificar produtor

Brasília, 29/07 – O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira, 29, em reunião ordinária, a elevação dos limites da Receita Bruta Agropecuária Anual (RBA) para efeito da classificação do produtor rural, seja ele pessoa física ou jurídica.

O limite para o pequeno produtor passou de até R$ 415 mil para até R$ 500 mil. Já o parâmetro para o médio produtor passou de acima de R$ 415 mil até R$ 2 milhões para acima de R$ 500 mil até R$ 2,4 milhões. No caso do grande produtor, o limite passou de acima de R$ 2 milhões para acima de R$ 2,4 milhões.

Além disso, o CMN elevou o limite de financiamento por ano agrícola para aquisição de colheitadeira automotriz usada, no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), de até R$ 165 mil para até R$ 200 mil. Já o limite de financiamento por ano agrícola para aquisição de outras máquinas, equipamentos e implementos usados passou de R$ 80 mil para R$ 96 mil.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago