Economia

CMN define limite global para operações de crédito do setor público

O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou nesta quinta-feira, 30, em R$ 24 bilhões o limite global para as operações de crédito com órgãos e entidades do setor público em 2018, sendo até R$ 17 bilhões em operações com garantia da União e R$ 7 bilhões para operações sem garantia.

Segundo o assessor especial da secretaria do Tesouro Nacional, José Pedro Neves, o limite leva em conta as metas fiscais estabelecidas para os entes subnacionais de 2018, 2019 e 2020 conforme o estabelecido na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018. “A resolução não gera impacto fiscal para a União”, afirmou.

Segundo ele, essa é a primeira vez que o CMN decide esse limite para um ano. “No ano passado, o limite era de R$ 17 bilhões com garantia e R$ 3 bilhões sem garantia, mas esse era um limite informal”, lembrou.