Agronegócio

CMN autoriza financiamento para beneficiamento e industrialização de leite

Brasília, 26 – O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou na quinta-feira, 25, o financiamento para beneficiamento e industrialização de leite e ampliou prazo para contratação de crédito de custeio para retenção de matizes bovinas de leite. De acordo com Ministério da Economia, a decisão amplia prazo de reembolso do crédito de custeio pecuário para retenção de matrizes bovinas de leite e autoriza Financiamentos para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP), para beneficiamento e industrialização de leite.

“O aumento dos preços dos insumos para ração das vacas leiteiras, como milho e farelo de soja, levou à queda na relação de troca entre esses insumos e o leite. Para 2021, não há expectativa de recuo no preço dos insumos, o que reduz a rentabilidade do setor”, destacou a pasta.

Por isso, para evitar a descapitalização desse segmento e garantir o abastecimento do mercado, o CMN aprovou a contratação, até 30/06/2021, com recursos obrigatórios: de crédito de custeio com prazo de até dois anos para retenção de matrizes bovinas de leite; e do Financiamento para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP) para beneficiamento ou industrialização de leite, com limite de crédito de até R$ 65 milhões, taxa de juros de 6% a.a. e prazo de reembolso de até 240 meses.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel