Negócios

Cliente será indenizada pelo Bradesco por cobrança indevida

Crédito: Divulgação/Bradesco

Bradesco: equipe será ampliada em 20%, em linha com a estratégia de expansão da empresa, hoje com mais de 4 milhões de usuários (Crédito: Divulgação/Bradesco)

O banco Bradesco foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais a indenizar uma cliente em R$ 6 mil por danos morais. A aposentada alegou que teve seu benefício previdenciário descontado durante meses por causa de um empréstimo não autorizado, o que caracteriza cobrança indevida. A decisão foi tomada em primeira instância.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o banco se defendeu, dizendo que um cartão de crédito consignado foi solicitado pela aposentada e apresentou ainda alguns documentos.

+ Tesouro e Banco Central anunciam mudanças na oferta de títulos públicos 
+ Aposentados do INSS já podem pegar mais empréstimo nos bancos

Para o desembargador relator Saldanha da Fonseca, os valores foram descontados do seu benefício de forma indevida e causaram redução na renda da aposentada.

“Em virtude do ocorrido, a parte autora, ora apelante, não foi vítima de mero aborrecimento, e, sim, lesionada em sua dignidade, já que teve retirada de seu benefício previdenciário, sem lastro, quantia necessária para a quitação de despesas da normalidade”, disse o magistrado.

 

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel