Tecnologia

Citibank abandona ideia de criar criptomoeda própria

O banco disse acreditar que há outras maneiras de melhorar o ambiente de transações financeiras

Citibank abandona ideia de criar criptomoeda própria

No começo do ano, o JP Morgan anunciou a criação de sua própria criptomoeda, o JPM Coin, que é atrelada ao dólar e funcionária apenas internamente, como uma solução de blockchain para  movimentações financeiras dentro da instituição. A iniciativa parece não ter impressionado outros bancos, e o Citibank anunciou nesta semana que não pretende lançar sua criptomeoda, ventilada desde 2015 pelo chefe de inovação do banco, Ken Moore e que segundo ele, se chamaria Citicoin.

O banco disse acreditar que há outras maneiras de melhorar o ambiente de transações financeiras. O chefe de soluções de transações do Citi, Gulru Atak, disse que o foco da instituição é focar em soluções já existentes, e que considera parcerias com fintechs e reguladores ao redor do planeta, como o sistema SWIFT.

O mecanismo citado é uma cooperativa interbancária de transações internacionais fundada em 1973 e que já tem adesão de quase 10 mil instituições financeiras. O objetivo do Citi é trabalhar com a SWIFT para deixá-la ainda mais segura e ampla.

Apesar da declarar que não pretende lançar criptomoeda própria, o Citibank disse que ainda estuda soluções de blockchain para melhorar seus serviços, porém nada para um futuro próximo.