Negócios

Cirque du Soleil busca reestruturação para não enfrentar falência

Crédito: Arquivo/IstoÉ Dinheiro

A principal atração circense do mundo, com sede em Montreal, teve todos os seus shows cancelados por causa da disseminação do coronavírus pelo mundo (Crédito: Arquivo/IstoÉ Dinheiro)


O Cirque du Soleil Entertainment Group estaria buscando uma reestruturação junto aos seus acionistas e assistência de órgãos públicos canadenses, com objetivo de evitar um processo de falência, garantiu fonte próxima da empresa ao The Globe and Mail.

A principal atração circense do mundo, com sede em Montreal, teve todos os seus shows cancelados por causa da disseminação do coronavírus pelo mundo.

+ GP de Mônaco de Fórmula 1 é cancelado
+ Covid-19: COB cancela fase classificatória dos Jogos da Juventude 2020
+ BTS cancela shows na Coréia devido a epidemia do coronavírus 

Segundo a fonte informou ao periódico, a falência seria a última opção. Isso se o processo de negociação para a recapitalização não chegar a um fim positivo. Existe ainda a preocupação sobre quando que as apresentações poderão ser realizadas.

Caroline Couillard, diretora sênior de relações públicas da empresa, garantiu ao The Globe and Mail que nenhuma decisão foi tomada. Destacou ainda que a companhia trabalha com todos os parceiros e governos federal e provincial para ultrapassar a crise e voltar a ser uma “empresa lucrativa”.

Apenas na semana passada, o Cirque demitiu 4.679, o que representava 95% de sua força de trabalho, e fechou as 44 produções em todo o mundo devido a Covid-19.