Giro

Cinco mortos na Somália em ataque do grupo islamita Al Shabab

Cinco mortos na Somália em ataque do grupo islamita Al Shabab

Soldados somalis passam em frente ao hotel SYL após o ataque de um comando islâmico radical de Al Shabab que deixou cinco mortos naquele estabelecimento em Mogadíscio - AFP/Arquivos

Quatro civis e um soldado morreram nesta quinta-feira em um ataque do grupo islamita Al Shabab contra um acampamento do exército somali, a cerca de 25 quilômetros ao norte de Mogadíscio, a capital, segundo fontes militares e testemunhas.

Dezenas de homens fortemente armados, segundo várias testemunhas e um soldado, atacaram o acampamento de Hilweyne no começo da noite de quarta-feira, utilizando pelo menos quatro caminhonetes.

Os islamitas de Al Shabaab, afiliados à Al-Qaeda, assumiram brevemente o controle do acampamento antes de abandoná-lo.

“Inicialmente tivemos que nos retirar”, declarou à AFP por telefone Ali Muhidin, um dos soldados de Hilweyne.

Mohamed Salad, o comandante de uma base vizinha, confirmou que depois de uma “retirada tática das forças armadas os militares voltaram ao acampamento e a situação está sob controle”.

“Perdemos um soldado nos combates e os terroristas mataram também quatro civis, entre eles duas mulheres que tinham pequenos negócios perto do acampamento”, afirmou Salad.

O grupo Al Shabab reivindicou o ataque, afirmando que haviam matado quatro soldados antes de tomar o controle da base.