Giro

Cientistas simulam Marte e vivem em um vulcão com trajes espaciais

Crédito: Reprodução/Divulgação

Os cientistas trabalham desde 2013 por dias ou meses nas mesmas condições que um astronauta enfrentaria em uma missão a Marte. (Crédito: Reprodução/Divulgação)

Em um ambiente geológico ativo e em trajes espaciais, um grupo de pesquisadores trabalha dentro do vulcão Mauna Loa, no Havaí, um ambiente com características semelhantes a Marte. Desta forma, os membros da equipe de Exploração Espacial Analógica e Simulação do Havaí buscam coletar informações vitais para projetar o equipamento que os futuros astronautas usarão em sua viagem ao planeta vermelho.

Em uma estação localizada a 2.500 metros acima do nível do mar, os cientistas trabalham desde 2013 por dias ou meses nas mesmas condições que um astronauta enfrentaria em uma missão a Marte. Com o apoio da NASA e da Universidade do Havaí, trajes especiais com suprimento de oxigênio são usados ​​durante essas missões. Por sua vez, os pesquisadores têm um estoque limitado de água e comem alimentos desidratados.

+ Vídeo: esta é a incrível vista panorâmica de Marte capturada por Curiosity

Além do isolamento físico, da alimentação especial e das semelhanças geológicas, os integrantes da Explorção são conectados externamente com sistema de comunicação de alta latência, com atrasos de até 20 minutos, semelhante ao tempo de comunicação existente em uma comunicação entre a Terra e Marte.

Nessas condições, os membros da equipe realizam pesquisas nas cavernas de lava do vulcão, formações geológicas que podem ser úteis para futuros colonos de Marte. “Os ternos limitam muito os movimentos e todo o trabalho leva muito mais tempo. Este treinamento nos permitirá criar os melhores trajes para a exploração espacial na Lua e em Marte ”, disse Michaela Musilova, astrobióloga e diretora do projeto.

Essas cavernas enormes no vulcão havaiano em grande parte emulam o ambiente que os exploradores espaciais encontrarão em missões futuras, como manusear pequenos objetos e instrumentos, mas usando luvas grossas e roupas de proteção.

Com um diâmetro de 40 e até 400 metros, os enormes túneis de lava em Marte e na Lua podem atingir uma profundidade de até 900 metros. Dessa forma, essas estruturas tornam-se uma opção segura para a construção de futuras bases para os primeiros colonos.

Além de fornecer proteção contra radiação e possíveis impactos de meteoros, os túneis de lava também podem armazenar insumos necessários para a sobrevivência humana, como água congelada e minerais que podem ser usados ​​para fazer combustível

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago