Sustentabilidade

Cientistas estudam uso de restos de alimentos como combustível aéreo

Crédito: Divulgação

O estudo que procura novo combustível menos poluente é conduzido pela National Renewable Energy Laboratory (Crédito: Divulgação)

Pensando na sustentabilidade da operação, a aviação comercial quer encontrar novas formas de reduzir a emissão de carbono usando novas fontes de combustíveis. Uma das alternativas que estão no radar do setor é o uso de resíduos alimentares em biocombustível.

Segundo um estudo da National Renewable Energy Laboratory, nos Estados Unidos, o uso de biomassa, como esterco e resíduos alimentares, pode servir como fonte de biocombustível. Além disso, pesa a facilidade de produção em comparação com o etanol e o biodiesel.

+ Amazon inicia as vendas do Echo Show 10 no Brasil; veja as novidades e o preço
+ Instagram fica instável e falha atinge o mundo todo

Feito em parceria com outros institutos de ciência, o levantamento conseguiu separar ácidos graxos voláteis da fermentação de resíduos de alimentos, convertendo-os em moléculas de parafina simples. Nesse estado, apontou o estudo, os componentes são quimicamente equiparáveis aos combustíveis fósseis.



Materiais como óleo, gordura e graxa de vegetais e animais foram estudados, mas o uso dos resíduos alimentares aumenta a possibilidade de produção de biocombustível.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago