Giro

Cientistas encontram nova variante do coronavírus em Belo Horizonte

Crédito: Divulgação - SES - SC

Pesquisadores não descartam a circulação desta nova cepa em outras cidades mineiras, que registram um aumento no número de casos graves nas últimas semanas (Crédito: Divulgação - SES - SC)

Um dia depois do Brasil superar pela primeira vez a triste marca de 4.000 mortes pela covid-19, cientistas de Belo Horizonte informaram que uma nova variante do coronavírus foi detectada na capital mineira.

A nova cepa é uma combinação de 18 mutações nunca anteriormente descritas no Sars-CoV-2, conforme o Extra. Entre essas mutações estão algumas compartilhadas com as variantes brasileiras P1 (originada em Manaus) e P2 (Rio de Janeiro), com a sul-africana B.1.1.351 e com a britânica B.1.1.7., todas associadas a uma maior transmissão.

+ CoronaVac é eficaz contra variante brasileira da covid-19

Os cientista também avaliam o risco maior de agravamento da pandemia causado pela nova variante. A coordenador do estudo, Renato Santana, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), disse ao Extra que essa mutação pode ter a mesma origem que a P1 (a de Manaus) e a P2 (a do Rio de Janeiro).

Os pesquisadores não descartam a circulação desta nova variante em outras cidades mineiras, que registram um aumento no número de casos graves nas últimas semanas.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel