Ciência

Cientistas brasileiros renunciam a medalha em disputa com Bolsonaro

Crédito: AFP/Arquivos

O presidente nomeou 25 pessoas para receber a medalha, criada em 1992 a fim de homenagear as contribuições mais importantes para a ciência e tecnologia. Dois dias depois, retirou dois cientistas da lista - AFP/Arquivos (Crédito: AFP/Arquivos)

Vinte e um cientistas condecorados com uma das maiores honrarias do Brasil, a Ordem Nacional do Mérito Científico, renunciaram às medalhas neste sábado, depois que o presidente Jair Bolsonaro retirou da lista de homenageados dois de seus colegas, cujos trabalhos aparentemente incomodam o governo.



O presidente nomeou 25 pessoas para receber a medalha, criada em 1992 a fim de homenagear as contribuições mais importantes para a ciência e tecnologia. Dois dias depois, retirou dois cientistas da lista.

Um dos retirados foi Marcus Lacerda, autor de um dos primeiros estudos sobre a ineficácia da cloroquina contra a Covid-19. O outro foi Adele Benzaken, demitida da chefia do departamento de HIV/Aids do Ministério da Saúde quando Bolsonaro assumiu a presidência, em 2019, depois que o departamento publicou uma cartilha voltada para os homens trans.

Bolsonaro reafirma intenção de “fatiar ou até “privatizar” Petrobras

Em protesto, os cientistas rejeitaram suas medalhas, em carta aberta. “É mais uma clara demonstração da perseguição a cientistas, configurando um novo passo do sistemático ataque à Ciência e Tecnologia por parte do governo vigente”, escreveram. “Este ato de renúncia, que nos entristece, expressa nossa indignação frente ao processo de destruição do sistema universitário brasileiro e de Ciência e Tecnologia.”



Adele Benzaken, diretora da Fiocruz Amazônia, disse que se sentiu “extremamente honrada” com a decisão de seus colegas de recusar as medalhas, ante o que chamou de “tratamento pouco elegante” dispensado a ela e a Lacerda por parte do governo.

“Isso foi a maior honraria”, disse Adele à AFP, criticando a atitude do governo Bolsonaro em relação à ciência. “Existem cortes financeiros com relação ao financiamento para a ciência no Brasil, existe um descaso com relação às declarações baseadas em evidência científica, e pouco valor dado à ciência.”


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?