Economia

Cielo e Banco Original se unem para atacar microempreendedores

A Cielo, controlada por Bradesco e Banco do Brasil, e o banco Original, do grupo J&F, firmaram um memorando de entendimento para explorar os microempreendedores individuais, os chamados MEIs, segundo apurou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, com fontes. Por ora, se trata apenas de uma parceria comercial e ainda não estaria acertado o modelo exato, por exemplo, se poderia evoluir para uma joint venture, conforme uma fonte.

O objetivo da aproximação de Cielo e Original, que deve ser informada em breve ao mercado, é crescer junto aos MEIs com uma oferta combinada de conta corrente digital e adquirência. A solução contempla em uma mesma ferramenta, conforme fontes, a conta de pessoa física e jurídica numa ofensiva para atender os microempreendedores que, tradicionalmente, misturam as contas de trabalho com a vida pessoal.

O início da operação deve ocorrer no começo de 2019, segundo fonte. Enquanto do lado da Cielo a companhia ganha um aliado para crescer junto aos MEIs, mercado da rival PagSeguro, do Uol, do lado do banco Original inicia uma nova fase uma vez que até então só olhava para o mercado de pessoas físicas.