Giro

Cidades do Estado do Rio terão 444 mil doses de vacina CoronaVac

O estado do Rio de Janeiro começou hoje (17) a distribuição do lote de 444 mil doses, que recebeu, ontem, do Ministério da Saúde, das vacinas CononaVac, produzidas pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Na capital, a Secretaria Municipal de Saúde informou que vai retomar, amanhã (18), o calendário de vacinação, que estava suspenso, com a retirada hoje do novo lote de 96.660 doses da vacina CoronaVac, do depósito do governo do estado. 

Essas vacinas são destinadas à aplicação da primeira dose. Para evitar aglomerações, agora a secretaria mudou a estratégia de vacinação e dividiu o grupo a ser imunizado em dois dias. 

Assim, primeiro serão atendidas mulheres de 75 anos e, na sexta-feira, homens com a mesma idade. O novo esquema de dividir cada idade em dois dias vai continuar, segundo a secretaria, para evitar aglomerações nas faixas etárias em que a população é maior.



“Continuarão a ser destinados dois dias para cada idade, porém, em um dia será atendida a população feminina e, no dia seguinte, a masculina”, informou.

Hoje, a imunização está sendo feita prioritariamente para a segunda dose e a repescagem para quem tem 76 anos ou mais. O calendário para a próxima semana ainda não foi divulgado.

No Rio de Janeiro, a vacinação é das 8h às 17h em clínicas da família, centros municipais de saúde, no Planetário da Gávea, na Igreja Nossa Senhora do Rosário (Leme), na Casa Firjan (Botafogo), no Museu da República (Catete), na zona sul da cidade; e no Tijuca Tênis Clube, na zona norte. Também funcionam os postos de drive-thru do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, na zona oeste, onde a imunização é das 9h às 15h.

A Secretaria de Saúde lembrou que é preciso levar identidade, número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e, se possível, carteira de vacinação. As pessoas devem guardar o documento para a segunda dose.

Bombeiros

A partir de amanhã (18), o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro vai reforçar o esquema de vacinação contra a covid-19 abrindo quartéis para a aplicação de doses no público da capital. 

“Enfermeiros e técnicos de enfermagem da corporação estarão à disposição para a ação em unidades definidas pela Diretoria-Geral de Saúde” informou.

Nesta primeira fase, a imunização será feita nos quartéis do Humaitá e de Copacabana, na zona sul; e de Vila Isabel, na zona norte; e no Grupamento de Busca e Salvamento, na Barra, zona oeste. O cronograma é definido pela Secretaria Municipal de Saúde, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde. O atendimento será de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h, e aos sábados, das 8 às 12h.

O secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Leandro Monteiro, disse que a instituição está à disposição para cooperar com a campanha de enfrentamento à pandemia em um plano conjunto de ação.

“Se o assunto é salvar vidas, estaremos engajados em qualquer causa. Em locais de difícil acesso, podemos ainda dispor de viaturas 4×4, lanchas e aeronaves para ajudar aos municípios”, finalizou.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km