Giro

Cidade de SP promete testes em 46 mil pessoas para investigar evolução da covid

A Prefeitura de São Paulo pretende testar 46 mil pessoas, dos 96 distritos da capital, para investigar a permanência do novo coronavírus em meio ao processo de reabertura comercial iniciado na semana passada. A testagem deve durar quatro meses.

Serão oito rodadas de testagens, que vão ocorrer a cada duas semanas. Na primeira etapa, que começou na última quarta-feira, 10, 5.664 indivíduos terão o sangue coletado. A iniciativa foi antecipada no sábado pelo jornal Folha de S.Paulo.

“As amostras serão realizadas em moradores com 18 anos ou mais e a escolha dos domicílios será feita através de sorteio de 12 domicílios pertencentes às áreas de abrangência de cada Unidade Básica de Saúde (UBS), a cada duas semanas”, informou a Prefeitura, em nota. As pessoas testadas em uma rodada não serão analisadas na etapa seguinte.

Dados divulgados neste domingo, 14, pela Prefeitura apontam que a cidade tem 5.428 mortes confirmadas da doença e investiga outras 4.823 mortes suspeitas. Neste domingo, o município contabilizou 1.709 pessoas internadas em enfermarias por causa da covid-19, sendo 351 em hospitais de campanha. As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), que estão com uma ocupação total de 61%, têm 722 pessoas internadas.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel