Compras

Chinesa Xiaomi reformula e-commerce no Brasil e inicia venda pelo Rappi

Crédito: Reprodução/Xiaomi

Entre as novidades para otimizar a experiência de compra está a sugestão de produtos complementares, além de novo layout e uma navegação mais "intuitiva" (Crédito: Reprodução/Xiaomi)

A Xiaomi reformulou o seu e-commerce no Brasil com um novo domínio e funcionalidades. Entre as novidades para otimizar a experiência de compra está a sugestão de produtos complementares, além de um novo layout e uma navegação mais “intuitiva”, segundo a companhia.

Parceria com o Rappi

A chinesa anunciou uma parceria com o aplicativo de delivery Rappi. O serviço funciona em um raio de 10 km ao redor de suas duas lojas na cidade de São Paulo –  nos shoppings Center Norte e Ibirapuera – com entrega no mesmo dia da compra. As transações podem ser realizadas entre segunda e sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h.

+ Xiaomi inicia promoção de até 90% de desconto em novembro
+ Xiaomi lança celular Mi 10T no Brasil nesta quinta-feira (12)

Por meio do aplicativo, os clientes poderão comprar smartphones, pulseiras e relógios inteligentes, dispositivos de áudio, câmeras, mochilas, lâmpadas, luminárias, acessórios, entre outros produtos do portfólio da Xiaomi no Brasil. Os usuários do app também poderão ter acesso às principais promoções e descontos especiais que serão promovidos nas lojas físicas.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel