Economia

China tira dos EUA posto de principal parceiro comercial da UE

A China reforçou em 2020 os laços comerciais com a União Europeia (UE) e tirou dos Estados Unidos o posto de principal parceiro de comércio do bloco. Segundo dados divulgados pela Eurostat, a agência de estatísticas da UE, as importações pelo bloco de produtos vindos da China aumentaram 5,6% no ano passado, totalizando 383,5 bilhões de euros, enquanto as exportações de produtos europeus para o gigante asiático subiram 2,2% no período para 202,5 bilhões de euros.

Já os negócios com os Estados Unidos durante o último ano de governo do presidente Donald Trump encolheram, com as importações de produtos americanos diminuindo 13,2%, para 202 bilhões de euros, e as exportações de bens europeus para o país recuando 8,2%, para 353 bilhões de euros.

A Eurostat informou na manhã desta segunda-feira, 15, que as exportações europeias subiram 1,1% entre novembro e dezembro, mas que as importações caíram 0,3% no período.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km

Tópicos

China comércio EUA UE