Giro

China recusa-se a participar de negociações nucleares com EUA e Rússia

A China rejeitou a ideia de participar de um esquema para a discussão do controle de armas nucleares com os Estados Unidos  e a Rússia.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, disse ontem (11) a jornalistas.

Hua Chunying comentou declarações feitas pelo secretário americano de Estado, Mike Pompeo, após o encontro de terça-feira (10) em Washington com o chanceler da Rússia, Sergey Lavrov.

Pompeo e Lavrov discutiram o tratado bilateral de redução de arsenais nucleares New Start, a expirar em fevereiro de 2021. O secretário americano disse haver convicção pelos Estados Unidos da necessidade de incluir outras partes, como a China, em uma discussão mais ampla sobre controle de armamentos.

A porta-voz chinesa afirmou que a posição do seu país é clara. Declarou que a China reitera não ter intenção alguma de participar trilateralmente de negociações sobre controle de armamentos com os Estados Unidos e a Rússia.

Segundo Hua Chunying, quando o assunto é desarmamento nuclear, Washington tenta constantemente se esquivar de responsabilidade ou transferi-la para Pequim.

 
 

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?