Negócios

China receberá o maior complexo de esqui fechado no mundo

Com 90 mil metros quadrados, Wintastar Shanghai terá três pistas de descida e outras 25 atrações relacionadas aos esportes de baixa temperatura

China receberá o maior complexo de esqui fechado no mundo

O grupo de investimento Majid Al Futtaim, com sede em Dubai, divulgou a construção do maior complexo de esqui na neve fechado no mundo. O Wintastar Shanghai, em Xangai, terá 90 mil metros quadrados, três pistas para descidas e mais 25 atividades relacionadas a esportes de baixa temperatura

O grupo já é responsável pelo Ski Dubai, a primeira estação de esqui coberta do Oriente Médio, e maior do mundo quando foi inaugurada, em 2005. Atualmente, o parque de Harbin Wanda Indoor Ski e Winter Sports Resort, no nordeste da China, detém o título de maior do planeta, com 80 mil metros quadrados.

O resort, na área de Pudong, será o primeiro movimento de Majid Al Futtaim no ramo de lazer e entretenimento fora do Oriente Médio e Norte da África. “Estamos confiantes de que isso representa o início de uma ampla cobertura internacional quando se trata de instalações de entretenimento interno para neve”, disse Ahmed Galal Ismail, diretor executivo da divisão de empreendimentos da Majid Al Futtaim, no comunicado à imprensa.

A KOP Limited, com base em Cingapura, será a responsável pelo projeto. O grupo anunciou que os trabalhos iniciaram no dia 30 de agosto, mas sem previsão de quando serão concluídos.

O Wintastar Shanghai vai se juntar a uma crescente lista de resorts de esqui indoor que Majid Al Futtaim tem contribuído. Além do Ski Dubai, a empresa lançou o Ski Egypt em 2017 – o primeiro resort de esqui indoor na África -, enquanto Ski Saudi e Snow Oman também estão em desenvolvimento, de acordo com um comunicado da KOP.

Esportes de gelo em expansão

O vasto resort vem em um momento interessante para esportes de neve na China. Pequim será sede das Olimpíadas de Inverno em 2022, sendo a primeira vez que o gigante asiático sediará o evento.

De modo geral, a popularização de esportes de baixa temperatura é uma das novas prioridades do governo local. Apenas 12,1 milhões de chineses disseram que tentaram esquiar pelo menos uma vez, de acordo com um documento de 2017, menos de 1% da população de 1,38 bilhão de habitantes.

O governo desenvolveu uma séria de ações para reverter a situação. Foram criadas bolsas de escolas e divulgada a construção de 600 pistas de gelo, a maioria com apoio de parcerias privadas. O objetivo é ter 300 milhões de chineses envolvidos com os esportes de inverno até 2025.

Tópicos

China esqui