Economia

China: PMI composto desacelera a 52,2 em janeiro, de 55,8 em dezembro

Crédito: Pexels

O PMI dos serviços arrefeceu de 56,3 em dezembro para 52,0 em janeiro, com o menor ritmo de crescimento da atividade em nove meses (Crédito: Pexels)

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China desacelerou de 55,8 em dezembro para 52,2 em janeiro, informaram a IHS Markit e a Caixin. Como continuou acima dos 50 pontos, o indicador ainda representa expansão da atividade em relação ao mês anterior.

O PMI dos serviços arrefeceu de 56,3 em dezembro para 52,0 em janeiro, com o menor ritmo de crescimento da atividade em nove meses. Na indústria chinesa, o índice cedeu de 53,0 para 51,5.

+ Na China, Gacc suspende importação de produtos suínos da Holanda

“No geral, a indústria e os serviços continuaram a se recuperar em janeiro, mas o ímpeto da oferta e demanda se enfraqueceu diante da demanda internacional contida”, afirmou, em nota, o economista sênior da Caixin Wang Zhe. “Neste ano, precisamos ficar atentos à efetividade da prevenção da epidemia doméstica e procurar como impulsionar a economia chinesa enquanto as incertezas sobre a demanda internacional continuam.”

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel