Economia

China exige que EUA retirem sanções a fornecedores de tecnologia

Crédito:  AFP/Arquivos

(Arquivo) Os Estados Unidos proibiram a Huawei do lançamento de sua rede 5G devido a preocupações de que a empresa possa estar sob o controle de Pequim (Crédito: AFP/Arquivos)

A China exigiu nesta segunda-feira que os EUA retirem sanções impostas a exportações de empresas chinesas, no último lance de um conflito bilateral cada vez mais grave que gira em torno de tecnologia, segurança e direitos humanos.

O Ministério de Relações Exteriores chinês acusou o governo americano de interferir em assuntos da China, ao incluir numa lista negra de exportações oito empresas com suposta participação na repressão de minorias na região de Xinjiang.

+ Sanções serão impostas à China e Hong Kong se nova lei de segurança for aprovada, diz conselheiro dos EUA
+ China alerta para ‘nova Guerra Fria’ com os EUA por pandemia, que assola a América Latina

Washington também impôs controles de acesso à tecnologia americana para 24 empresas e entidades ligadas ao governo chinês, suspeitas de obterem bens para possíveis usos militares.



Segundo Zhao Lijian, porta-voz do ministério chinês, os EUA “violaram normas básicas das relações internacionais” e “prejudicaram os interesses da China”.

As medidas, anunciadas na sexta-feira, ampliam uma campanha dos EUA contra empresas chinesas – incluindo a gigante de tecnologia Huawei -, que Washington classifica como “ameaças à segurança”. Fonte: Associated Press.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

China EUA sanções