Economia

China é líder mundial em excesso de produção, aponta relatório dos EUA

O relatório anual de estimativa de comércio do governo dos Estados Unidos aponta a China como líder mundial no excesso de produção para capacidade não econômica, o que é “evidenciado” em uma série de indústrias, como “aço, alumínio e solar”, afirma a publicação. Segundo o documento, a China está no caminho de criar excessos em outras áreas, seguindo os planos “Made in China 2025”, para os quais o governo estaria destinando “bilhões de dólares para apoiar as empresas chinesas”.

O governo americano “continuará seus esforços bilaterais e multilaterais para lidar com essas práticas comerciais prejudiciais”, afirma a publicação. Uma das acusações dos planos chineses é a de que o país estabeleceu metas para as companhias locais alcançarem no mercado interno, o que ocorreria “às custas das importações”.

Atribuído à Representante de Comércio dos EUA, Katherine Tai, o documento é publicado anualmente desde 1985, e aponta “barreiras para exportações” em 65 parceiros do país. O Brasil é citado por oferecer regulações locais aos serviços de streaming, e pelas testagem e certificação em equipamentos de telecomunicações.



Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km