Mundo

China condena passagem de navios de guerra dos EUA e Canadá pelo Estreito de Taiwan

PEQUIM (Reuters) – Os militares da China condenaram neste domingo os Estados Unidos e o Canadá por enviarem navios de guerra pelo Estreito de Taiwan na semana passada, dizendo que suas ações prejudicaram seriamente a paz e a estabilidade.



As forças chinesas monitoraram os navios e “ficaram de prontidão” durante a passagem das embarcações, disse o Comando do Grupo Oriental do Exército de Libertação do Povo em comunicado.

Os militares dos EUA disseram que o destróier classe Arleigh Burke USS Dewey navegou pela estreita via navegável que separa Taiwan da China junto com a fragata canadense HMCS Winnipeg, na quinta e sexta-feiras.

A China afirma que Taiwan faz parte de próprio território e montou repetidas missões da força aérea na zona de identificação de defesa aérea de Taiwan (ADIZ) no ano passado, causando revolta em Taipé.

A China enviou cerca de 150 aeronaves para a zona ao longo de um período de quatro dias, começando em 1º de outubro, em um novo aumento da tensão entre Pequim e Taipé.



“Os Estados Unidos e o Canadá se uniram para provocar e criar problemas … pondo seriamente em risco a paz e a estabilidade no Estreito de Taiwan”, segundo o documento. “Taiwan faz parte do território chinês.”

(Por Ryan Woo)


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?