Edição nº 1121 17.05 Ver ediçõs anteriores

China concentra 25% dos projetos blockchain

China concentra 25% dos projetos blockchain

Dados do fim de 2018 mostram que a China tinha 263 projetos ativos de blockchain, ou cerca de 25% do total global. Há 615 empresas dedicadas a essa tecnologia no país e metade delas desenvolve soluções para o setor financeiro. Não deixa de ser curiosa essa liderança, nascida com criptomoedas, já que ganhou fama o mantra “blockchain sim, bitcoin não”, do presidente chinês, Xi Jinping. Apesar do crescimento, o país não está deixando a indústria correr solta. Em fevereiro implementou novas regulamentações que exigem que provedores de serviços de blockchain sejam registrados num órgão federal.

(Nota publicada na Edição 1115 da Revista Dinheiro)


Mais posts

WhatsApp é hackeado

NSO Group é uma empresa cibernética israelense fornecedora de governos e agentes de segurança. Ela se tornou globalmente famosa no [...]

Lenovo anuncia primeiro notebook de tela dobrável

A Lenovo afirmou que irá produzir o primeiro notebook dobrável do mundo e liberou imagens de um protótipo do ThinkPad. A empresa [...]

“Tornar fácil fazer negócios em qualquer lugar”

Missão do Alibaba.com (Nota publicada na Edição 1121 da Revista Dinheiro)

Filtro dá up ao Snapchat

O fim de semana do Dia das Mães foi tomado pelos filtros que transformavam o rosto das pessoas dando a elas uma versão ‘baby face’. Ao [...]

Nova fronteira da IA: reconhecimento de voz

Se a primeira era da interação homem-máquina foi tátil (daí o digital), a segunda será por voz. A Pandorabots, empresa que tem sedes em [...]
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.