Edição nº 1092 19.10 Ver ediçõs anteriores

Cheiro de luz

Cheiro de luz

A primeira lamparina Lampe Berger foi criada em 1898 pelo boticário francês Maurice Berger para purificar o ar em enfermarias de hospitais. Atualmente, o objeto, semelhante a um frasco de perfume, é utilizado em ambientes domésticos. Ao acender o pavio imerso no óleo perfumado, o calor dispersa o aroma. O modelo Vibration faz parte da edição limitada Editions D’Art da Lampe Berger. As fragrâncias utilizadas são elaboradas por mestres perfumistas de Grasse, capital dos perfumes da França, seguindo as normas de qualidade dos órgãos farmacológicos. O objeto pode ser encontrado nas lojas da marca e custa a partir de R$ 7,5 mil.

(Nota publicada na Edição 1082 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Ducasse sobre o Sena

Primeiro chef a receber três estrelas do guia Michelin, o francês Alain Ducasse (na foto, ao centro, de terno escuro) inaugurou um novo [...]

Tacada em alto estilo

Os amantes do golfe têm dois atrativos para visitar a Sicília, ilha localizada no sul da Itália. O hotel Verdura Resort, entre as [...]

Mansão vertical

O empresário argentino Eduardo Eurnekian, dono da Corporacion America Airports, a maior operadora de aeroportos do mundo, presente em [...]

A luz das nuvens

A fabricante italiana de luminárias Nemo lançou uma coleção inspirada em Mario Bellini, um dos arquitetos mais premiados da Itália. Ele [...]

Um registro do tempo

Um leilão de 78 imagens de fotógrafos modernistas europeus, dos séculos XIX e XX, arrecadou US$ 2,7 milhões no evento realizado pela [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.