Giro

Chefe do Pentágono promete cooperar com investigação do julgamento político de Trump

Chefe do Pentágono promete cooperar com investigação do julgamento político de Trump

(Arquivo) O secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper (E), e o presidente do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, general A.A. Milley (D) escutam enquanto o presidente dos EUA, Donald Trump, fala antes de uma reunião com líderes militares sêniores - AFP/Arquivos

O secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, afirmou neste domingo (13) que o Pentágono cooperará com a investigação lançada pelos democratas no Congresso, para realizar um processo de impeachment do presidente Donald Trump.

Os congressistas democratas que investigam o presidente exigiram na segunda-feira passada ao Pentágono a entrega de documentos sobre o caso ucraniano, que mergulhou o bilionário republicano em uma situação embaraçosa.

A oposição, majoritária na Câmara baixa, quer estabelecer até que ponto Trump pressionou a Ucrânia em julho para investigar seu adversário democrata Joe Biden e, acima de tudo, se o presidente usou ajuda militar para Kiev como instrumento de chantagem.

As declarações de Esper chegam dias depois que a Casa Branca anunciou que não cooperaria com a Câmara baixa em sua investigação para lançar um processo de impeachment contra Trump.

Trump afirma que sua conversa por telefone com seu colega ucraniano, Volodimir Zelenski, em 25 de julho, foi perfeita.

O chefe do Pentágono disse neste domingo à Fox News que o governo dos EUA ou o próprio Trump poderiam restringir a entrega de documentos do Departamento de Defesa ao Congresso.

“Não sei quais restrições serão aplicadas internamente”, afirmou. “A Casa Branca também tem algo a dizer sobre a publicação dos documentos”.