Mundo

Chefe do Hezbollah diz que violência em Beirute foi massacre e cobra responsabilização

DUBAI (Reuters) – Os confrontos que estouraram em Beirute na quinta-feira foram um “massacre” e seus perpetradores devem ser responsabilizados, disse a emissora de TV pró-iraniana al-Mayadeen, citando o líder do Hezbollah no parlamento libanês neste domingo.



“O que os criminosos … fizeram foi um massacre e terá consequências importantes”, disse Fadallah, de acordo com o canal baseado em Beirute. “Aqueles que incitaram, planejaram … e abriram fogo devem ser responsabilizados até o topo.”

Na quinta-feira, sete muçulmanos xiitas foram mortos quando multidões estavam a caminho de um protesto contra o juiz Tarek Bitar, responsável pelas investigações da explosão que devastou Beirute no ano passado. A manifestação foi convocada pelo Hezbollah. A violência urbana de quinta-feira foi a pior em mais de uma década e retomou memórias da guerra civil do país entre 1975 e 1990.

(Por Maher Chmaytelli)




Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?