Giro

Chefe da ONU pede a Israel que desista de novos assentamentos na Cisjordânia

Chefe da ONU pede a Israel que desista de novos assentamentos na Cisjordânia

O secretário-general da ONU, Antonio Guterres, em 4 de fevereiro de 2020 na sede da entidade em Nova York - AFP/Arquivos

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pediu nesta segunda-feira (18) que Israel “pare e reverta” sua recente decisão de construir cerca de 800 casas na Cisjordânia ocupada.

A decisão é “um grande obstáculo para alcançar uma solução de dois Estados e uma paz justa, permanente e completa” no Oriente Médio, disse Guterres em um comunicado.

“O estabelecimento de colônias israelenses nos territórios ocupados desde 1967, incluindo Jerusalém Oriental, não tem validade legal e constitui uma violação flagrante do direito internacional”, enfatizou.

O aumento de colônias “aumenta o risco de confronto, mina ainda mais o direito do povo palestino e a possibilidade de acabar com a ocupação e o estabelecimento de um Estado palestino soberano contíguo e viável, baseado nos limites pré-1967”, concluiu Guterres.



Israel aprovou no domingo a construção de 780 casas na Cisjordânia, uma medida ordenada na semana anterior pelo primeiro-ministro Benjamin Nethanyahu.

Mais de 450.000 israelenses residem nas colônias na Cisjordânia, onde vivem 2,8 milhões de palestinos.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel