Sustentabilidade

Chanel investe em startup que faz seda sustentável

A grife investiu na Evolved by Nature, que desenvolve uma "seda líquida", feita bichos-da-seda descartados que passam por um processo de regeneração

Chanel investe em startup que faz seda sustentável

Visando adotar uma cadeia produtiva e mais eco-friendly, a Chanel anunciou investimento na startup Evolved by Nature, cuja proposta é criar produtos químicos sustentáveis através de produtos naturais. O intuito é que com o desenvolvimento deste tipo de material, a Chanel consiga utilizar eles em seus produtos, que vão desde pequenas bolsas até peças de alta costura. O investimento transformou a grife em dona de parte minoritária da empresa, porém valores não foram divulgados.

A Evolved by Nature foi fundada em 2013 na cidade de Boston pela engenheira biomédica Rebecca Lacouture e o químico Gregory Altman, que desenvolveram a “seda líquida”, uma seda pura feita bichos-da-seda descartados que passam por um processo de regeneração. A sua primeira aplicação aconteceu em 2014, e desde então a empresa já registrou dezenas de patentes ligadas ao assunto. Além da Chanel, tem como investidores o Kraft Group, Jeff Vinik e Roy P. Disney, um dos herdeiros do império de entretenimento.

A empresa disse que com o dinheiro injetado, irá “explorar o uso de materiais inovadores e melhorias mecânicas e visuais de diferentes tecidos”, e que a parceria com a Chanel ainda está no estágio de “pesquisa e desenvolvimento”. A Evolved by Nature foi a segunda investida da grife no mundo de iniciativas sustentáveis. Em 2018, a marca anunciou investimento na Sulapac, companhia finlandesa que estuda alternativas biodegradáveis para embalagens plásticas.