Edição nº 1040 12.10 Ver ediçõs anteriores

A chance de ter um Da Vinci

A chance de ter um Da Vinci

Em novembro, o mundo das artes irá presenciar um evento raríssimo: o leilão de um quadro de Leonardo Da Vinci. A obra Salvator Mundi, que retrata Jesus Cristo como um homem renascentista, será colocada à venda pela Christie’s, de Nova York. Seu atual proprietário, o bilionário russo Dmitry Rybolovlev, espera alcançar um valor superior a US$ 100 milhões. Da Vinci teria pintado o retrato por volta do ano de 1500. A má conservação, no entanto, levantava dúvidas quanto a sua autenticidade.

Na década de 1950, ele chegou a ser vendido por apenas US$ 125 em um leilão da Sotheby’s, que o classificou como sendo “da escola de Da Vinci”. Em 2005, um grupo de especialistas comprovou sua autenticidade. O quadro, então, foi comprado por US$ 80 milhões, de forma privada, pelo suíço Yves Bouvier, um negociador de arte que, na mesma época, convenceu Rybolovlev a pagar US$ 125 milhões pela obra. O russo acabou processando Bouvier por fraude e resolveu se desfazer da obra. O caso ainda está na Justiça.

(Nota publicada na Edição 1040 da Revista Dinheiro)

Mais posts

No ar, na terra e no mar

A gigante canadense Four Seasons e a americana NetJets, maior companhia de aviação particular do mundo, acabam de fechar uma parceria [...]

Próxima parada: Barcelona

Para os brasileiros que querem aproveitar a temporada de transatlânticos com saídas locais rumo à Europa, a companhia marítima Regent [...]

Novidade no ar

Os amantes de charutos da marca cubana Partagas poderão comprar, sem sair do Brasil, o tradicional Partagas Maduro nº 1. Trata-se de [...]

Lamborghini não dirige por você

O carro do futuro será movido à eletricidade e, muito provavelmente, terá direção autônoma. Certo? Não é que aposta a italiana [...]

A intimidade de Audrey Hepburn

A partir desta semana, a londrina Christie’s fará leilões com artigos pessoais da atriz Audrey Hepburn (1929-2003), eternizada no [...]
Ver mais