Economia

CFO’s de grandes empresas americanas apostam em recessão para 2020

Um dos motivos para esperar uma recessão nos Estados Unidos em 2020 são os efeitos paralisantes da guerra comercial, que afeta investimentos no país

CFO’s de grandes empresas americanas apostam em recessão para 2020

O Fundo Monetário Internacional (FMI) advertiu, nesta quinta-feira (23), que a escalada da guerra comercial entre Estados Unidos e China ameaça o crescimento global em 2019 - AFP

Os Estados Unidos vivem hoje uma das maiores expansões econômicas de sua história, porém o cenário favorável pode mudar rapidamente. Ao menos é o que apostam CFO’s (chief financial officer) de grandes empresas americanas segundo estudo realizado pela Duke University em parceria com a CFO Business Outlook. A pesquisa mostrou que 48,1% dos CFO’s dos Estados Unidos esperam que a economia americana atinja nível de recessão até metade de 2020, enquanto 69% destes executivos apostam em recessão até o final do próximo ano.

Os resultados corroboram outras pesquisas feitas pela universidade de Duke. Segundo o professor da universidade, John Graham, um dos motivos para esperar uma recessão nos Estados Unidos em 2020 são os efeitos paralisantes da incerteza política e econômica nos negócios do país causados pela guerra comercial, que estão em compasso de espera e podem diminuir as projeções de crescimento econômico.

Mesmo com o crescimento dos últimos anos e a mais baixa taxa de desemprego em 49 anos, os CFO’s americanos alegam temor em continuar a contratar. 45% dos entrevistados disseram que seu maior medo no momento é a capacidade de contratar e manter funcionários qualificados. Por conta da falta de mão de obra de qualidade, 83% destes profissionais defendem dar green card (cidadania americana) a trabalhadores estrangeiros nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática.