Dinheiro em Bits

CES 2020. Muito barulho… e três conceitos

Crédito:  Hand-out

Compare a autoproclamada maior feira tecnológica do mundo – a CES (Consumer Electronics Show), que aconteceu em Las Vegas entre segunda e sexta-feira – a qualquer grande festival musical: um monte de banda inciante, algumas grandes bandas e daqui uma semana ninguém se lembra do lineup. Não se pode culpar a quantidade. São 4.400 companhias expositoras, que atraem 170.000 visitantes de 160 países. Os dados são informados pela organização. No segmento ‘fisiológico’ há desde uma caixa higiênica para gatos que analisa as fezes de seu felino (da LuluPet) e informa por um app se está tudo em ordem com a saúde dele quanto um robô que entrega seu papel higiênico por comando de smartphone (da Charmin/P&G) ou um simples sensor (SmellSense) para analisar os odores de um banheiro antes que você se habilite. Mas há momentos mais conceituais. Os três melhores são:

1. Vision S

O carro elétrico desenvolvido pela Sony (sim, a do PlayStation) é uma surpreendente investida da marca japonesa na indústria de automóveis. Mas aparentemente não para entrar nesse competitivo segmento e sim mostrar seu portfólio de soluções de entretenimento, um arsenal de áudio, câmeras e sensores. Entrar num carro vai ser como entrar num parque de diversões.

2. IBADM vertising Accelerator

Se para você os algoritmos de Facebook/Instagram e Google/YouTube já sabiam tudo sobre suas preferências a notícia tende a potencializar ainda mais esse cenário. A solução da IBM usa Inteligência Artificial a partir da plataforma Watson para identificar e recomendar conteúdos com maior poder de engajamento do público-alvo. É a publicidade 4.0.

3. O cinematográfico

Talvez o insight mais bacana da CES seja o combo Mercedes-Benz/James Cameron. “Procurávamos um patrocinador alinhado conosco filosoficamente e a Mercedes procurava uma maneira de marcar sua visão de futuro”, disse o diretor de Avatar, o filme. Daí nasce o Vision AVTR (Avatar, na foto, o carro-conceito da montadora alemã). Um modelo para futuros veículos de ‘impacto zero’.

Uber caminha para a mobilidade total

Divulgação

Apenas gerenciar compartilhamento de motoristas e usuários não bastou ainda para a Uber gerar lucro. Por isso a estratégia da empresa é ser uma frente de soluções de mobilidade. Dentro desse conceito ela acaba de anunciar o serviço de vendas de passagens para transporte público em Las Vegas. Qualquer pessoa pode usar o aplicativo e comprar bilhetes do sistema de ônibus municipal. Trata-se da segunda cidade com serviço semelhante – a primeira foi Denver – e outras 12 já têm seus horários e itinerários de transporte público integrados ao aplicativo, incluindo São Paulo. A compra via Uber custará o mesmo que as demais opções existentes pela cidade. Os usuários ativam tíquetes, que são armazenados no app e ficam disponíveis mesmo quando os passageiros não estão on-line. O head dessa área na Uber, David Reich, disse que o transporte público desempenhará um grande papel no futuro da empresa.

Space X lança 3º lote de satélites

Divulgação

Na segunda-feira 6 a Space X colocou no espaço o terceiro lote de sua missão Starlink, com 60 pequenos satélites – somando 180 unidades desde o primeiro lançamento, em maio do ano passado. Eles estarão a 290km da Terra e servirão especialmente para conexões de internet. A empresa tem permissão da Federal Communications Commission, dos Estados Unidos, para colocar no espaço 12 mil e já pediu autorização à International Telecommunication Union, regulador global de satélites, para um lote adicional de 30 mil. Um dos satélites desta safra será ligeiramente diferente dos outros 59: parte dele é revestida com um material para deixá-lo mais escuro e menos brilhante em órbita. Com isso a SpaceX pretende combater as preocupações manifestadas pela comunidade astronômica, que teme que os reflexos da constelação de satélites Starlink possa atrapalhar as observações do Universo.

1 bilhão de views no Youtube

Misture um galinha, um cavalo e… o YouTube tá dominado. O videoclipe da música Upa Cavalinho! é o responsável pela façanha. “É o primeiro vídeo do canal brasileiro da Galinha Pintadinha a bater 1 bilhão de views”, diz Marcos Luporini, um dos criadores da personagem. Fenômeno brasileiro, ela é hoje uma das marcas infantis mais queridas do mundo, com mais de 20 bilhões de views dos canais em português e internacionais.

359,8 milhões

Quantidade de nomes de domínio de internet no mundo, de acordo com a VeriSign. O dado refere-se ao trimestre encerrado em setembro de 2019.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?