Agronegócio

Cepea: relação de troca arroba e bezerro de reposição é a pior da série histórica

São Paulo, 15/04 – Embora o preço da arroba do boi gordo continue disparando, a forte alta dos preços dos animais de reposição – sobretudo dos bezerros – preocupa o confinador, informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP), em relatório antecipado ao Broadcast Agro.

Segundo o centro de estudos, a relação de troca de arrobas por bezerro de corte é a mais desfavorável ao terminador, “considerando-se toda a série histórica, iniciada em fevereiro de 2000 no caso do animal de reposição”, menciona o texto.

Até o dia 13 de abril, o terminador do Estado de São Paulo precisava desembolsar o equivalente a 9,89 arrobas de boi gordo para adquirir um animal de reposição (nelore de 8 a 12 meses) em Mato Grosso do Sul, ou 5,72% a mais do que no mês anterior e 5,74% acima do necessário em abril do ano passado. Os cálculos tomam por base os indicadores Cepea para essas categorias. “Essas 9,89 arrobas são a maior quantidade de toda a série Cepea; o recorde anterior era de maio de 2015, quando bateu nas 9,65 arrobas”, comenta o centro de estudos.

Ainda conforme o Cepea, o indicador do boi gordo teve média de R$ 317,27 na parcial de abril, ou 2,56% mais ante março e 21,8% ante abril de 2020, em termos reais. Para o bezerro, o aumento é maior. A média de R$ 3.139,02 por cabeça é 8,43% acima de março e 30,6% em relação a abril do ano passado, recordes reais da série Cepea.

Desta maneira, o tom adotado pelos terminadores para aquisição de gado de reposição é “de cautela”, diz o Cepea, mesmo diante dos elevados preços da arroba do boi gordo.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel