Negócios

CEO da AMC tem salário dobrando no ano da pandemia para US$ 20 milhões

Crédito: Divulgação - AMC Entertainment

O conselho de diretores justifica que o aumento na remuneração dos executivos foi necessário para reter a alta administração em meio à crise pandêmica (Crédito: Divulgação - AMC Entertainment)

A pandemia da covid-19 causou impacto financeiro para a gigante do entretenimento, AMC Entertainment Holding, que foi obrigada a fazer uma grande reestruturação de dívidas. Mas todo este cenário não prejudicou os bônus dos executivos do alto escalão da empresa. Muito pelo contrário. Eles receberam em 2020 até mais do que foi pago em 2019. O conselho da empresa justifica que o aumento na remuneração dos executivos foi necessário para reter a alta administração em meio à crise pandêmica.

A empresa destacou que o objetivo do bônus foi reconhecer os esforços dos funcionários para manter os negócios da empresa e preservar o valor para os acionistas durante a pandemia.

De acordo com Hollywood Reporter, o CEO Adam Aron recebeu uma compensação de US$ 20,92 milhões em 2020, ante US$ 9,67 milhões em 2019, conforme informou a empresa à SEC (Securities and Exchange Commission) nesta sexta-feira (5).

+ Câmara aprova apoio a setor do entretenimento na pandemia; texto vai ao Senado

Foram US$ 14,8 milhões em prêmios de ações no ano passado, em comparação com US$ 6,48 milhões um ano antes, mais o salário-base para 2020, que totalizou US$ 1,1 milhão, um pouco menos dos US$ 1,25 milhão em 2019.

O que levou ao aumento do valor total recebido ano passado foi um bônus de US$ 5 milhões, que Aron não recebeu nos dois anos anteriores.

Craig Ramsey, ex-CFO da AMC Entertainment, recebeu um US$ 377,2 mil no ano passado, ante US$ 2,62 milhões em 2019. O novo CFO da AMC Entertainment, Sean Goodman, ganhou US$ 4,24 milhões no ano passado em seu primeiro ano com a empresa.

Já John D. McDonald, vice-presidente executivo de operações dos Estados Unidos, embolsou US$ 3,4 milhões em remuneração geral para 2020, ante US$ 2,28 milhões em remuneração total no ano anterior.

AMC Theatres é o maior expositor do mundo. “Enquanto 2020 teve um início impressionante com forte desempenho de bilheteria em janeiro e fevereiro, a pandemia da covid-19 apresentou à empresa o maior obstáculo em seus 100 anos de história. A pandemia e a resposta da saúde pública a ela tiveram um impacto catastrófico nos negócios da empresa e metas de desempenho de curto e longo prazo previamente estabelecidas ao nosso objetivo principal – a sobrevivência da empresa “, disse a controladora da AMC Theatres em comunicado à SEC.

Os cinemas AMC impuseram cortes salariais e licenças para a alta administração no início da pandemia para reduzir o consumo de dinheiro. E a controladora AMC Entertainment levantou novas dívidas, reestruturou seus empréstimos e vendeu ativos para reforçar a liquidez de seu balanço.

 

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel