Agronegócio

Centro-Sul processa 734 mil t de cana na 2ª quinzena de dezembro, diz Unica

São Paulo, 14 – As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 734 mil toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de dezembro da safra 2019/2020. O volume é 71,18% menor que o total de 2,846 milhões de toneladas moído em igual período da safra passada, informou nesta terça-feira, 14, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). No acumulado da temporada, iniciada em 1º de abril de 2019, o processamento atingiu 578,6 milhões de toneladas, alta de 2,86% ante igual intervalo da safra passada, quando foram processadas 562,51 milhões de toneladas de cana.

Até 31 de dezembro, 253 unidades haviam encerrado suas atividades, em comparação com 267 até a mesma data de 2018. Nos 15 dias finais de dezembro, 31 unidades produziram etanol, das quais 21 fabricaram o biocombustível de cana, 5 etanol do milho e as 5 restantes utilizaram ambas as matérias-primas. Atualmente, estão em operação 5 unidades processadoras de cana e outras 5 exclusivamente com milho no Centro-Sul.

Em virtude da baixa moagem na segunda quinzena de dezembro, as produções de etanol e açúcar foram residuais. Com 85,63% da oferta total de cana destinada ao etanol na quinzena do mês (65,49% na safra) e 14,37% ao açúcar, a fabricação do biocombustível somou 137 milhões de litros na metade final de dezembro, recuo de 35,67% ante igual período da safra passada de 213 milhões de litros. No período avaliado, foram produzidos 85 milhões de litros de hidratado, queda de 50,91% ante 2018, e 53 milhões de litros de anidro, alta de 28% na mesma base de comparação.

“Parcela majoritária da produção do renovável observada na segunda metade de dezembro se refere ao etanol de milho”, destacou o diretor Técnico da entidade, Antonio de Padua Rodrigues. Segundo levantamento da Unica, do etanol total fabricado na quinzena, 90,36 milhões de litros (66%) foram a partir do cereal.

No acumulado da safra 2019/2020, 32,111 bilhões de litros de etanol foram produzidos, aumento de 6,54% sobre igual período do ano passado. Do volume total de etanol fabricado até 1º de janeiro, 22,26 bilhões de litros foram de hidratado, alta de 5,86%, e 9,851 bilhões de litros de anidro, avanço de 8,11% ante o mesmo período da safra passada. Do total, a produção de etanol de milho somou 1,05 bilhão de litros, com aumento de 104,03% sobre o volume apurado para o mesmo período de 2018.

A produção de açúcar foi de 13 mil toneladas quinzena final de dezembro, queda de 82,39% sobre igual período de 2018, e acumula 26,481 milhões de toneladas na safra, alta de 0,53% ante 2018/2019. “O resultado permitiu uma redução de 610 mil toneladas na produção acumulada de açúcar até o momento, mesmo com incremento de 16 milhões de toneladas na moagem”, ressalta Rodrigues.

O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), foi de 128,81 quilos (kg) na segunda quinzena de dezembro, 9,03% inferior ao de igual período da safra passada. No acumulado da safra, o teor de sacarose está em 139,20 kg de ATR/t, alta de 0,45% sobre 2018/2019.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança