Giro

Centenas de curdos da Síria buscam refúgio no Iraque

Centenas de curdos da Síria buscam refúgio no Iraque

Um homem olha com binóculos do lado turco da fronteira no distrito de Ceylanpinar, em Sanliurfa - AFP

Quase 500 curdos da Síria fugiram nos últimos quatro dias para o Curdistão iraquiano ante o aumento da ofensiva militar turca no norte da Síria, afirmaram as autoridades locais.

Todas as famílias foram escoltadas até acampamentos de deslocados internos na região noroeste do Iraque, onde milhões de iraquianos encontraram refúgio após o avanço do grupo Estado Islâmico (EI) em 2014, informou à AFP uma fonte do governo da província de Dehok, região curda fronteiriça com a Síria.

As ONGs que atuam no Curdistão iraquiano se declaram em estado de alerta desde que Ancara iniciou uma operação militar no norte da Síria contra a milícia curda síria das Unidades de Proteção Popular (YPG), aliada dos países ocidentais na luta contra os jihadistas.

No sábado, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) informou que “182 curdos sírios cruzaram a fronteira para o Curdistão iraquiano para escapar de bombardeios no nordeste da Síria”.

Ao ser questionado pela AFP sobre eles, Ismael Ahmed, secretário para assuntos humanitários no conselho provincial de Dehok, afirmou que são “curdos sírios que já residem no Curdistão iraquiano, que visitaram parentes na Síria antes de partir na outra direção em consequência dos bombardeios”.