Giro

Cem milhões adicionais de doses de vacinas para os países mais pobres

Crédito: AFP/Arquivos

(Arquivo) Três potenciais vacinas contra a covid-19, em laboratório da Novavax, em Gaithersburg, Maryland - AFP/Arquivos (Crédito: AFP/Arquivos)

Cem milhões de doses adicionais das futuras vacinas contra a covid-19 foram reservadas para os países mais pobres, anunciou nesta terça-feira a aliança mundial para a vacinação, a Gavi, que trabalha em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

No início de agosto, a Gavi e a Fundação Bill e Melinda Gates anunciaram um acordo com o Serum Institute of India (SII), o maior fabricante de vacinas do mundo, para garantir o fornecimento de 100 milhões de doses aos países menos favorecidos.

Novos casos de covid-19 em Manaus não são 2ª onda, diz pesquisador

UE: há muito trabalho ainda para superar choque da pandemia, diz Von der Leyen

As vacinas serão vendidas a 3 dólares por doses, segundo a aliança internacional.

Desenvolvidas pelas empresas farmacêuticas sueco-britânica AstraZeneca e a americana Novavax, as vacinas serão fabricadas pelo SII, que doará as doses para a coalizão contra o coronavírus criada pela OMS e denominada Covax (Covid-19 Vaccine Global Access, Acesso Global à Vacina contra a covid-19).

Esta colaboração permitirá ao instituto indiano aumentar desde o início sua capacidade de produção. Quando uma ou mais vacinas receberem a aprovação das agências reguladoras e autorização da OMS, as doses poderão ser distribuídas nos países de renda baixa e média, mas não antes do primeiro semestre de 2021.

No âmbito da colaboração, a potencial vacina da AstraZeneca estará a disposição de 61 países, enquanto a da Novavax será enviada para os 92 países apoiados pelo mecanismo Covax.

“Nenhum país, rico ou pobre, deve ficar no fim da fila no que diz respeito às vacinas contra a covid-19”, afirmou o doutor Seth Berkley, diretor general da Gavi, em um comunicado.

O mecanismo Covax é parte do dispositivo internacional criado pela ONU para acelerar um acesso equitativo às ferramentas de combate à covid-19, o ACT Accelerator.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?