Economia

CCR: Tráfego nas rodovias aumenta 10,3% na semana de 1º a 7 de outubro

No seu boletim semanal de tráfego nas concessões rodoviárias que administra, incluindo o braço de mobilidade urbana e aeroportos, a CCR informa que, entre 1º e 7 de outubro deste ano, o tráfego total nas rodovias cresceu 10,3% na comparação com o mesmo intervalo de 2020. Sem as concessionárias ViaSul e ViaCosteira, houve aumento de 2,2%. Já no acumulado do ano, até 7 de outubro, a movimentação registrou alta de 15,7% (consolidado) e de 10% (sem ViaSul e Via Costeira).



Entre 1º e 7 de outubro, o movimento consolidado de carros de passeio cresceu 9,4% e, sem ViaSul e Via Costeira, houve expansão de 2,6%. Já na categoria comercial, houve altas de 10,8% e 1,9%, respectivamente. No acumulado do ano, porém, a alta foi de 17% no segmento de veículos de passeio, e de 12,6% sem ViaSul e Via Costeira. Já os comerciais tiveram altas de 14,9% e 8,3%, respectivamente.

Nas concessões de mobilidade urbana, a CCR registrou um aumento de 26,1% na mesma base de comparação anual, e alta de 0,9% no acumulado do ano.

Nos aeroportos, o movimento registrou alta de 145,5% na semana e de 36,2% no ano.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022




Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto