Edição nº 1100 14.12 Ver ediçõs anteriores

Caviar como enfeite de pulso

Caviar como enfeite de pulso

As ovas do esturjão deixaram de ser apenas um tipo caríssimo de iguaria gastronômica. Elas agora batizam uma grife russa especializada em criar variações luxuosas de produtos tecnológicos. A Caviar acaba de lançar quatro versões exclusivas do Appe Watch Series 4. O modelo mais acessível é feito em ouro e custa US$ 3,8 mil. Mas as versões que mais chamam a atenção são aquelas com 633 pedras preciosas incrustadas que imitando ovas. O relógio Black Caviar, que traz diamantes negros na pulseira e na caixa, custa US$ 41,3 mil. O Red Caviar, com rubis, e o White Caviar, com diamantes brancos, saem, respectivamente, por US$ 37,6 mil e US$ 43,8 mil. As peças só podem ser compradas pelo site da Caviar. E não precisa se preocupar com o frete. É grátis.

(Nota publicada na Edição 1099 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Uma aventura luxuosa na África

Conhecer as maiores atrações do continente africano em altíssimo estilo. Essa é a proposta da Latitudes Viagens de Conhecimento, [...]

Com salário de US$ 6,4 milhões, CEO da Uber vende casa em Seattle

Desde que deixou Seattle, Washington, para viver em São Francisco, na Califórnia, Dara Khosrowhahi, CEO da Uber, tinha um dilema: [...]

Aposte com estilo

A grife francesa Hermès trocou suas sedas pelo feltro de lã. Pelo menos no jogo de dados. O Declick Dice Game, que a empresa acaba de [...]

Ferrari no pulso

O melhor presente de Natal para um “ferrarista” é um carro da marca. Se isso está fora de cogitação, a suíça Hublot tem uma [...]

Uma árvore de natal para chamar de Louis Vuitton

Quer ter a árvore de Natal mais estilosa de toda a vizinhança? O segredo é decorá-la com os enfeites de flores da Louis Vuitton, que [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.